Posts marcados na categoria Cultura Pop

19 out, 2018

#30antesdo30 = O Sol é Para Todos – Harper Lee (Opinião)

‘Como eu não li este livro antes?’, esta é a pergunta que sempre paira em meus pensamentos após ler um livro sensacional. E, agora consigo entender qual o motivo dele ter se tornado um clássico contemporâneo. Já tem anos que eu não utilizo plataformas como o Skoob ou o Goodreads; mas, se usasse, certamente teria o classificado como um livro cinco estrelas.

Outro dia, em uma discussão sobre política, dois amigos e eu chegamos à conclusão de que pessoas que têm o hábito real de ler possuem mais facilidade em desenvolver a empatia, pois já acostumaram-se a se colocar no lugar dos outros.

Quando lemos, viajamos para outros lugares e nos colocamos no lugar do protagonista. <3

E, neste livro em específico, isso é ainda mais fácil pois é narrado em primeira pessoa pela Scout que, no decorrer da história transita por entre seus 6 a 10 anos. Portanto o enredo é inteiramente transmitido a partir das impressões e inocência de uma criança.

A história é ambientada no período que se segue após a crise da Bolsa de Nova York, relata uma sociedade que ainda se dividia com muita veemência entre brancos e negros, e se passa no condado de Maycomb, no estado do Alabama.

 

“Só existe um tipo de gente: Gente!”

 

O enredo retrata bem o que era ou não considerado em relação a moral e bons costumes da época e que são, frequentemente, questionados por Scout. Muitos de seus questionamentos são explicados pelo fato de Scout e seu irmão Jem terem sido criados por seu pai Atticus (que é um advogado progressista e talvez até subversivo em alguns aspectos) e por Calpúrnia que é uma espécie de governanta da família. Ao longo do livro, descobrimos que Calpúrnia é a única negra alfabetizada da cidade.

Atticus trabalha como advogado de defesa e o ponto alto da história se dá no fato dele ter aceitado defender um negro que estava sendo acusado por uma família branca e nos fatos que se seguem no desenrolar do julgamento.

Como alguns anos se passam durante a história, conseguimos ver a perda da inocência de Scout e Jem por compreenderem que, para a sociedade da época, um negro bom era sempre considerado pior que um branco ruim.

É um livro lindo e emocionante com uma narrativa daquelas que são bem difíceis de largar, além do fato de ter um baita de um plot twist no final.

Resumindo: não deixe de ler.

30 set, 2018

30 livros antes dos 30.

Quem me conhece sabe que eu sempre fui uma leitora voraz (esse foi o nome de um dos blogs que eu já tive… qualquer dia conto a história sobre todos eles). 

E eu não estou aqui para julgar quais livros deveriam ou não ser lidos, mas até hoje eu tenho um ‘fraco’ por livros jovem-adulto, ficção fantástica ou romances. E, existem três coisas que eu gostaria de fazer ainda em vida: Graduação em Letras, Graduação em Cinema e Escrever um livro. É claro que por causa da minha jornada de trabalho, muito provavelmente eu não faça as graduações. Mas ainda assim, tenho a intenção de fazer cursos na área.

Voltando ao assunto dos livros, depois de refletir um pouco eu entendi que ao longo dos anos (e dos séculos), os livros retratam a cultura de uma época, e portanto é muito útil para auxiliar tanto com o conhecimento de novo vocabulário como para expandir a mente. Pensando nisso, eu decidi ampliar minha leitura e incluir livros clássicos no meu TBR (to be read). 

Vocês já ouviram falar de um livro chamado “1001 Livros para Ler antes de Morrer“? É um livro que descreve estes 1001 livros e ao final disponibiliza um check-list (que eu encontrei nesse blog aqui), e a partir deste check-list, eu montei minha lista dos 30 livros que eu pretendo ler antes dos 30 (ou seja, tenho pouco mais de 6 meses para concluir e, concomitante a isso, ainda tenho a pós-graduação). Conforme os ler, pretendo fazer resenhas e lincar aqui. E ao final do prazo, vou elencar outros livros.

 

Aqui vão:

  1. Mansfield Park – Jane Austen
  2. O Conde de Monte Cristo – Alexandre Dumas
  3. Grandes Esperanças – Charles Dickens
  4. Viagem ao Centro da Terra – Julio Verne
  5. Crime e Castigo – Fiodor Dostoievski
  6. As Aventuras de Sherlock Holmes – Sir Arthur Conan Doyle
  7. Mrs. Dalloway – Virgina Woolf
  8. Em busca do tempo perdido – Marcel Proust
  9. Admirável Mundo Novo – Aldous Huxley
  10. O Tempo e o Vento – Érico Veríssimo
  11. Revolução dos Bichos – George Orwell
  12. O Apanhador no Campo de Centeio – J.D. Salinger
  13. O velho e o mar – Ernest Hemingway
  14. Doutor Jivago – Boris Pasternak
  15. Gabriela, cravo e canela – Jorge Amado
  16. Bonequinha de luxo – Truman Capote
  17. O Sol é para Todos – Harper Lee
  18. Laranja Mecânica – Anthony Burgess
  19. Cem ano de Solidão – Gabriel Garcia Marquez
  20. 2001: Uma odisséia no Espaço – Arthur C. Clarke
  21. A Hora da Estrela – Clarice Lispector
  22. O iluminado – Stephen King
  23. Neuromancer – Willian Gibson
  24. A insustentável leveza do ser – Milan Kundera
  25.  O conto da Aia – Margaret Atwood
  26. O amor nos tempos do cólera – Gabriel Garcia Marquez
  27. A Fogueira das Vaidades – Tom Wolfe
  28. Veronika decida Morrer – Paulo Coelho
  29. Um rio chamado tempo, uma casa chamada terra – Mia Couto
  30. Budapeste – Chico Buarque